Valor de mercado do setor de Autopeças sobe 55,76% em 2017

Valor de mercado do setor de Autopeças e carrocerias sobe 55,76% em 2017. Evolução de vendas, lucro, dívida e valor de mercado desde 2012

Economatica (Provedora de informações financeiras) consolida os resultados desde setembro de 2012 de nove empresas do setor de autopeças e carrocerias listadas na Bovespa. Participaram da amostra somente as empresas cujos dados estavam disponíveis em todas as datas pesquisadas. A Economatica utiliza os demonstrativos entregues pelas empresas à CVM em valores nominais e sem ajustes por inflação.

Receita líquida operacional

O gráfico abaixo mostra a evolução da receita líquida operacional trimestral do setor desde setembro de 2012. Podemos verificar que as receitas no 3° trimestre de 2017 foram de R$ 5,53 bilhões, valor que não era registrado desde setembro de 2013 em valores nominais.

As receitas do setor registram crescimento pelo segundo trimestre consecutivo.

Evolução receita liquida operacional

As empresas

Na tabela abaixo podem observar que somente a Marcopolo tem queda de receita no 3º trimestre de 2017 com relação ao 2° trimestre de 2017, todas as demais empresas registram crescimento.

A Iochp-Maxion responde por 34,9% das receitas do setor no 3° trimestre de 2017, seguida pela Tupy com 17,4%.

No 3° trimestre de 2017, com relação ao mesmo trimestre de 2016, a Marcopolo é a única empresa com queda de receita.

Lucro líquido

O lucro líquido consolidado das nove empresas no 3° trimestre de 2017 é de R$ 183 milhões. As empresas têm crescimento de lucratividade consolidada pelo terceiro trimestre consecutivo.

Dos 21 trimestres da amostra, o setor registra prejuízo somente em dois trimestres, sendo que o 4° trimestre de 2016 teve o pior resultado com prejuízo de R$ 406 milhões O melhor resultado consolidado foi no 3° trimestre de 2013 com R$ 326 milhões.


As empresas

Das nove empresas da amostra, duas empresas registram prejuízo no 3° trimestre de 2017: a Iochp-Maxion com R$ 28,7 milhões e a Plascar com prejuízo de R$ 35,1 milhões. A Plascar tem prejuízo em todos os últimos cinco trimestres.

A Metal Leve é a empresa com melhor desempenho no 3° trimestre de 2017 com lucro de R$ 98,2 milhões, seguida pela Tupy com R$ 76,3 milhões.

Dívida Bruta

A dívida das empresas do setor no mês de setembro de 2017 é de R$ 9,95 bilhões, menor valor desde dezembro de 2012.

O maior valor do estoque de endividamento ocorreu no terceiro trimestre de 2015 quando o setor tinha R$ 13,78 bilhões.


As empresas

Todas as empresas reduziram suas dívidas no 3° trimestre de 2017 com relação ao 2° trimestre de 2017. Já no comparativo com o 3° trimestre de 2016 a Schulz e Plascar registram crescimento da dívida bruta.

A Iochp-Maxion concentra 28% do total do endividamento das empresas do setor no 3°trimestre de 2017.

Dívida Líquida

O endividamento líquido do setor atinge o menor valor do período analisado. No 3° trimestre de 2017 o setor registrou R$ 4,56 bilhões de dívida total líquida.

O setor vem reduzindo consecutivamente o endividamento líquido desde setembro de 2016.

As empresas

50% do estoque de dívida líquida é da Iochp-Maxion, que no 3° trimestre de 2017 tem R$ 2,28 bilhões.

A Fras-Le registra dívida total líquida negativa pelo fato do caixa da empresa ser superior à dívida total bruta.

Caixa

O caixa consolidado do setor no 3° trimestre de 2017 é de R$ 5,38 bilhões, o que representa uma queda de 8,18% com relação ao 2° trimestre de 2017.

O caixa do 3° trimestre de 2017 é equivalente ao registrado pelas empresas no 1° trimestre de 2016.

As empresas

A Randon tem o maior nível de caixa das empresas do setor com R$ 1,52 bilhões ou 28,3% do total do setor.

Valor de mercado

O valor de mercado das empresas do setor no dia 22 de novembro de 2017 é de R$ 15,74 bilhões, valor 0,41% inferior ao do mês de setembro de 2017.

O valor de mercado do setor subiu 55,76% no ano de 2017. No final de 2016 o setor tinha valor de mercado de R$ 10,10 bilhões contra R$ 15,74 bilhões no dia 22 de novembro de 2017.

O menor valor de mercado do setor foi no 1° trimestre de 2015 com R$ 9,4 bilhões e o maior no 1° trimestre de 2013, com R$ 19,07 bilhões.

As empresas

A Marcopolo, com 3,19 bilhões de valor de mercado no dia 22 de novembro, é a maior empresa por valor de mercado do setor.

No ano de 2017 o valor de mercado da Marcopolo teve crescimento de 37,85%. A empresa responde por 20,3% do valor de mercado do setor.

Todas as empresas registram crescimento de valor de mercado no ano de 2017.

via Economatica.

 


Acesse nossos eBooks gratuitos:

Guia da Consultoria Tributária – A forma mais segura de sua empresa pagar menos impostos
Manual da gestão tributária: Guia prático para empresários

 



Redação Grupo Studio

Equipe de especialistas com a missão de auxiliar as empresas de todos os portes, segmentos e regimes tributários.