3 passos essenciais para reduzir custos em escritórios de advocacia

Em um mercado extremamente competitivo, no qual os clientes estão exigindo cada vez mais por menos, você deve identificar maneiras de reduzir custos ao mesmo tempo em que obtém um maior retorno sobre os investimentos realizados.

Isso pode parecer complexo, todavia, existem formas bastante simples para fazer com que seu negócio seja altamente rentável sem, necessariamente, atrair muitos clientes ou expandir para novas áreas de atuação.

Neste post, apresentamos alguns passos importantes que são necessários para reduzir custos sem diminuir a qualidade dos processos. Confira!

1. Considere atuar a partir de um escritório virtual

Apesar dessa solução não ser viável para todas as organizações, avalie se todo o espaço de seu escritório é realmente necessário. Se a sua empresa emprega um grande número de advogados que só precisam colaborar de tempos em tempos, pode haver pouca necessidade de que todos tenham seu próprio escritório.

Com um escritório virtual não há aluguel, pagamentos de utilidades (luz, água, telefone etc.), hardwares e nenhum dos demais custos associados a um escritório físico. Essas economias afetam sua margem de lucro, o que permite que você invista mais em seus colaboradores, bem como em seus clientes.

Não há possibilidade de atuação “remota”? Considere, então, oferecer dias de trabalho em home office para um conjunto rotativo de seus advogados em troca de compartilhar escritórios.

2. Revise os benefícios oferecidos aos colaboradores

A combinação certa de benefícios é fundamental para atrair e manter os melhores talentos. No entanto, aqueles que o seu escritório oferece aos colaboradores podem não estar alinhados com suas reais necessidades.

Os custos desses benefícios incluem uma gama de elementos, como programas de contribuições ao plano de saúde dos funcionários, despesas de viagem, subsídios educacionais patrocinados pela empresa etc.

A melhor maneira de começar a avaliar se há alguma ineficiência nesse âmbito é identificar quais são os mais importantes do ponto de vista dos funcionários. Em seguida, você poderá reduzir ou eliminar programas que são considerados menos relevantes ou estão sendo subutilizados.

3. Considere a terceirização de serviços jurídicos

A terceirização de serviços jurídicos pode trazer grandes vantagens econômicas para o seu escritório de advocacia. Ao trazer freelancers, sua empresa pode reduzir os custos e aumentar o valor oferecido aos clientes, mantendo ou incrementando o faturamento da sua empresa.

Atualmente, com as ferramentas tecnológicas disponíveis, está mais fácil do que nunca encontrar profissionais temporários qualificados, permitindo, assim, que seu escritório evite o custo fixo dos salários e gere uma substancial economia a longo prazo.

Além disso, ao combinar talentos externos e habilidades internas, sua organização se torna mais preparada para adaptar suas capacidades a fim de atender às demandas dos clientes.

Nesse cenário, mais do que apenas reduzir custos, seu raio de alcance pode se expandir para projetos maiores e mais difíceis quando necessário — o que, por sua vez, ajuda você a se manter competitivo e bem-posicionado no mercado.

Gostou do nosso post? Então, não perca a oportunidade de saber ainda mais: confira 4 dicas simples para a gestão de documentos em escritórios de advocacia!

Maria Júlia

Consultora de Relacionamento do Grupo Studio